Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

domingo, 13 de junho de 2010

COPA DO MUNDO - DIA 3

Argélia 0x1 Eslovênia

Grande número de argelinos nas arquibancadas. Emoção da torcida por estar em um mundial após 20 anos, porém a emoção virou descontrole e alto risco de segurança aconteceu com torcedores invadindo o campo para abraçar os atletas e um torcedor que subiu na torre do refletor.

Em campo nada de especial. Jogo chato e sonolento, nenhum destaque. Só não aconteceu outro empate por falha do goleiro Chaouchi da Argélia. Mais um frango.

Sérvia 0x1 Gana

Primeira partida da Sérvia em Copa do Mundo como um país independente, mas acabaou sendo a primeira vitória de uma seleção africana na Copa 2010.

O duelo marcou ainda um encontro inusitado. O treinador Milovan Rajevac, que dirige Gana desde 2008, é sérvio de nascimento e teve de encarar seu país de origem.

Um jogo equilibrado desde o início, mas a Sérvia se descontrolou no final. Likovic foi expulso aos 29 minutos do segundo tempo e, oito minutos depois, de forma boba, Kuzmanovic colocou a mão na bola após cruzamento. Pênalti para Gana.


Gyan, que já tinha acertado a trave no início do segundo tempo, bateu o pênalti e converteu o gol da vitória. No finalzinho quase fez o segundo, mas também tocou na trave em lance que depois foi confimado impedimento.

Alemanha 4x0 Austrália

A Alemanha é forte candidata para a Copa do Mundo, além da força da equipe e tradição, nesta Copa do Mundo mostrou um time habilidoso, muito bem montado e inteligente.



O esquema é o 4-5-1, sendo que os laterais Lahm e Badstuber sobrem muito pouco, mas o meio campo tem a sustentação por Schweisteiger e Khedira. Depois é só criatividade. Três meias avançados, sendo que Muller aberto pela direita, Podolski pela esquerda e Ozil centralizado. Estes três com liberdade para chegar no ataque e se juntar ao único atacante Klose.

No segundo tempo o ritmo não baixou, Muller jogou demais, Ozil manteve o nível e saiu o primeiro gol de um brasileiro na Copa, este foi de Cacau que entrou no lugar de Klose.

Ozil tem tudo para ser a revelação da Copa do Mundo. Meia de criação com forte chegada no ataque, com visão de jogo e criatividade.

Depois da atuação de hoje, ninguém lembra da lesão de Ballack.

Destaques do Dia:
Gyan (Gana), Ozil (Alemanha), Muller (Alemanha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário