Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

A FORÇA DA AMÉRICA DO SUL

Os representantes da Conmebol fizeram bonito na primeira fase da Copa do Mundo, todos se classificaram para as oitavas de final da Copa do Mundo. As cinco seleções se classificaram, sendo que quatro delas em primeiro lugar de seus grupos.

A América do Norte classificou dois dos três representantes. A Ásia também, dois dos três. Oceania era esperado não classificar ninguém e ainda mostrou evolução de seu futebol com a invicta Nova Zelândia e a Austrália que eliminou a Sérvia.

As decepções estão com Europa e África. A Europa teve dois favoritos eliminados na primeira fase, ambos finalistas da Copa do Mundo passada, Itália e França, e passou apenas seis para as oitavas, tendo sete seleções eliminadas. Pior ainda para a Europa, as seleções enfrentam entre si, portanto, terão mais três eliminados nas oitavas de final. A África por muito pouco não ficou com nenhum dos seus representantes na segunda fase, aliás, contou com a inesperada vitória da Austrália sobre a Sérvia para que Gana se classificasse.

Partindo pelos continentes tivemos o seguinte percentual de aproveitamento:
- ÁFRICA: 1 classificado de 6 representantes - 17%
- AMÉRICA DO SUL: 5 classificados de 5 representantes - 100%
- AMÉRICA DO NORTE: 2 classificados de 3 representantes - 66%
- ÁSIA: 2 classificados de 3 representantes - 66%
- EUROPA: 6 classificados de 13 representantes - 46%
- OCEANIA: 0 classificados de 2 representantes - 0%

Um comentário:

  1. Limeira, muito bom o post. Sei que na geografia a Austrália é da Oceania, mas para fins estatísticos do futebol acredito que deva seguir a FIFA e colocar a Austrália entre os asiáticos.
    Abração,
    Anderson Poester

    ResponderExcluir