Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

ESPANHA BATE A GRANDE ALEMANHA

A Fúria mostrou sua raiva, a seleção de Vicente del Bosque jogou demais para vencer a Alemanha por 1 a 0 nesta quarta-feira, em Durban, e garantir presença na grande decisão pela primeira vez. Talvez a Alemanha tenha apresentado contra Inglaterra e Argentina todas as suas armas, a Espanha com conhecimento soube neutralizar as grandes armas alemãs. Também a favor da Espanha estava a ausência de Müller, um dos grandes nomes dessa Copa.

Diferente do que tinham mostrado até o momento na Copa do Mundo, o primeiro tempo acabou com papéis trocados, tivemos uma Espanha espanhola, com qualidade, bola na pé, superioridade técnica, diante de uma Alemanha alemã, compacta, matemática na distribuição de seus jogadores, mas sem aquele brilho que apresentou para cegar adversários como Inglaterra e Argentina. Pertenceu à Espanha a etapa inicial no Moses Mabhida.

O jogo recomeçou do jeito que parou, mas em versão acelerada. A Espanha voltou no segundo tempo ainda mais superior do que no primeiro. Foi uma coleção de chances de gol. Aos 27 minutos, Xavi cobrou escanteio e Puyol subiu alto para cabecear para o fundo das redes de Neuer. Espanha faz o gol da vitória.

O planeta espera um campeão inédito: Espanha chega pela primeira vez na final e a Holanda chega pela terceira vez. Domingo às 15h30m de Brasília, no Soccer City, conheceremos o novo campeão.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir