Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

HOLANDA AVANÇA, BRASIL ELIMINADO

Um primeiro tempo de alta qualidade do Brasil, onde tivemos posse de bola, jogadas de ataque e o gol de abertura da partida. Robinho após ótimo lançamento de Felipe Melo. Robben chamava faltas consecutivas de Michel Bastos que ficou pendurado. Holanda se protegeu vendo o forte volume de jogo do Brasil. Fim do primeiro tempo, 1x0 para o Brasil.

Times iguais no segundo tempo. Apenas nas escalações, pois o Brasil voltou extremamente nervoso. E não foi por causa da Holanda, foi algo que o Brasil criou. Em um lance forte do Michel Bastos que por pouco não foi expulso, a Holanda bateu rápido e cruzou na área, Felipe Melo se atrapalhou com Julio Cesar e fez contra. Agora 1x1.

O desequilibrio psicológico permaneceu. A Holanda aproveitou escanteio cedido por Juan. Bola na área, desvio no primeiro pau e Sneijder tocou para o gol livre. Holanda vira o jogo 2x1 aos 23 minutos do segundo tempo.

Agora o Brasil tinha que buscar o empate. Quando mais precisava de seus jogadores, aos 28 minutos, Felipe Melo faz falta em Robben, mas aproveita e pisa no adversário. Expulsão direta e justa.

A partir daí tentativas descontroladas do Brasil e sem grandes opções no banco de reservas. Com um a menos, espaços para os contra-ataques holandeses. Chutou e tentativas de lançamentos. Kaká teve o lance de empate, mas a bola passou raspando. Não adiantou, fim de jogo, Brasil eliminado e Holanda classificada.

ÓTIMO: -
BOM: Lucio
REGULAR: Maicon, Juan, Gilberto Silva, Gilberto
RUIM: Julio Cesar, Robinho
PÉSSIMO: Michel Bastos, Felipe Melo, Daniel Alves, Kaká, Luis Fabiano
SEM NOTA: Nilmar

Nenhum comentário:

Postar um comentário