Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

terça-feira, 6 de julho de 2010

HOLANDA NA FINAL

A Holanda está de volta a uma final de Copa do Mundo após 32 anos. A geração de Robben, Van Bommel e o multicampeão Sneijder se iguala ao fantástico carrocel holandês dos anos 70 e coloca a Laranja na decisão do Mundial da África do Sul.

A vaga veio com uma vitória sobre o Uruguai, por 3 a 2, nesta terça-feira, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo. Van Bronckhorst abriu o placar aos 18 minutos com um dos gols mais bonitos do mundial, com um belo chute da intermediária esquerda, de forma cruzada acertou o ângulo uruguai. Diego Forlán, também de fora da área, mas agora com falha do bom goleiro Stekelenburg, empatou no final do primeiro tempo.

No segundo tempo a Holanda voltou para definir o jogo. Posse de bola e ataque, não resistiu o Uruguai. Aos 25 minutos Sneijder chutou da entrada da área, Van Persie fez corta-luz e a bola entrou no cantinho. Apesar da posição irregular de Van Persie, o juiz validou o gol considerando que ele não participou do lance.

Robben aos 28 minutos fez o terceiro gol e decretou ótima vantagem que só foi descontada aos 46 minutos com Maxi Pereira. Uruguai ainda teve a última bola, mas não conseguiu concluir. Placar final, Holanda 3x2 Uruguai. A última vez da Holanda numa decisão de Mundial foi na Argentina, em 1978. Com dois vice-campeonatos, a Holanda agora tenta o título inédito para provar que o futebol holandês também pode ser eficiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário