Quem sou eu

Minha foto
Um amante de esportes, em especial o futebol. Bacharel em Administração, pós-graduado em Finanças e Tecnologia da Informação. No futebol atuou na Vice-Presidência de Administração do Sport Club Internacional de 2007 a 2010 e de 2015 a 2016. Membro da Comissão de Laudos Técnicos dos Estádios pelo Ministério do Esporte e Coordenador-Geral de Modernização da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte em 2011.

domingo, 23 de janeiro de 2011

BEM-VINDO CAVENAGHI

O Internacional é o clube brasileiro que melhor tem aproveitado o mercado da América do Sul. Apenas neste século, já é o 18o. jogador estrangeiro que contrata.

Jogadores do nível de D'Alessandro, Pato Abbondanzieri, Figueroa, Gamarra e Guiñazu não dão retorno apenas dentro de campo. A exposição da marca do Internacional em todo o continente é imenso. Um exemplo é a crescente cobertura dos jornais argentinos, em especial ao Olé! que já tivemos o Internacional como capa mais de uma vez.



Agora chegou a vez de Fernando Cavenaghi. Revelado pelo River Plate, aos 27 anos reencontra seu parceiro D'Alessandro. Raça, técnica e velocidade, é promessa de muita alegria para o torcedor colorado.

Veja a lista de todos estrangeiros que já vestiram a camisa do Internacional, agora atualizada com Cavenaghi. CLIQUE AQUI!!!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

A NOVA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Essa semana, no site oficial do Sport Club Internacional, foi publicada a nova estrutura organizacional e os componentes da diretoria para a gestão 2011-2012.

O Estatuto do Internacional determina a constituição da diretoria no artigo 23 do capítulo IV da seguinte forma:

CAPÍTULO IV
DA DIRETORIA

Art. 23 - O Clube será administrado por uma Diretoria constituída de:

I - Presidente;
II - 1° Vice-Presidente;
III - 2° Vice-Presidente;
IV - Vice-Presidente de Futebol;
V - Vice-Presidente de Esportes Amadores;
VI - Vice-Presidente de Finanças;
VII - Vice-Presidente de Administração;
VIII - Vice-Presidente de Serviços Especializados;
IX - Vice-Presidente de Serviços Jurídicos;
X - Vice-Presidente do Parque Gigante;
XI - Vice-Presidente de Marketing;
XII - Vice-Presidente de Comunicação Social;
XIII - Vice-Presidente de Patrimônio.

§ 1° - O Presidente nomeará um secretário da Diretoria, "ad referendum" do Conselho Deliberativo, e tantos Assessores quanto julgar necessários.

§ 2° - As Vice-Presidências terão tantas divisões quantas estabelecer o Regimento Interno da Diretoria, cabendo ao Presidente a nomeação de seus dirigentes, por indicação do Vice-Presidente respectivo.


Esta estrutura é respeitada a diversas gestões, sendo que o Clube segue o rumo da profissionalização faz muito tempo. O investimento na qualificação do quadro de funcionários, na documentação de processos, em uma estrutura financeira e em ter executivos já tivemos em gestões passadas.

Exemplo disso é o atual Diretor de Futebol, Newton Drummond, que é executivo do Clube desde 2002, na gestão Fernando Carvalho. Outros executivos foram contratados também, eu fui Diretor Executivo de Administração entre 2007 e 2010. Jorge Avancini, então Vice-Presidente de Marketing em 2007 e 2008, para entrar entre o quadro de executivos do Clube e respeitar o Estatuto, abriu mão de ser conselheiro e passou a ser Diretor Executivo de Marketing, respondendo diretamente ao Presidente Vitorio Piffero. Também situação que se repetiu com o Diretor Geral das Categorias de Base, Bernardo Stein, assumindo cargo executivo em 2010.

Não só no nível de diretoria, mas também de gerência, o Internacional se estruturou desde 2000. Porém a estrutura determinada pelo Estatuto sempre foi seguida. Pode-se ver no organograma abaixo do final da gestão Fernando Carvalho (dez/2006) e gestão Vitorio Piffero (dez/2010).

Organograma do final de gestão de Fernando Carvalho em dezembro/2006.



Organograma do final de gestão de Vitorio Piffero em dezembro/2010




Tanto na gestão Fernando Carvalho, como na gestão Vitorio Piffero, houve uma estrutura de diretores para suporte as Vice-Presidências, alguns destes executivos.

A profissionalização é muito mais do que mudança de organograma, já em 2001 foi elaborado um Planejamento Estratégico para 2002-2009. Porém um comitê para acompanhamento de metas e objetivos estratégicos não foi implantado. Em 2009 foi elaborado o Planejamento Estratégico 2010-2019, plano desenvolvido por todos movimentos políticos do Clube e aprovado pelo Conselho Deliberativo. Será de grande importância o respeito do Plano Estratégico pelas próximas gestões, só assim teremos uma gestão realmente profissional.

Grupo de Conselheiros de todos movimentos políticos já trabalhavam forte para um modelo de gestão profissional, o próprio crescimento do Clube leva a busca de um modelo com diretoria profissinalizada.

Em 2010, foi realizado o evento "Profissionalização - Sim ou Não?", organizado pela mesa do Conselho Deliberativo. Durante o seminário, foram abordados temas como Planejamento Estratégico 2019, Novo Modelo de Gestão, Gestão de Clubes no Futebol Global, Desempenho Financeiro e Econômico, Princípios de Governança e Estudo de Profissionalização do Clube.

O assunto é tão importante, que todas as chapas que apresentaram candidatura tinham, em sua plataforma, a profissionalização do Clube, destaque para o Convergência Colorada que em seu Plano de Gestão que colocou a disposição da nova diretoria, tem toda a estruturação de gestão profissional.

Giovanni Luigi foi eleito Presidente em dezembro de 2010 e, como esperado, deu sequência na ampliação da profissionalização do Clube. Diferente das gestões anteriores, também realizou mudança no Organograma do Clube.



As mudanças foram basicamente as seguintes:
- Vice-Presidência de Administração, Finanças, Parque Gigante, Patrimônio e Marketing deixam de existir e passam a ser uma Vice-Presidência Executiva Operacional, comandada por Aod Cunha e dividida em três dirtorias;
- Vice-Presidência de Serviços Jurídicos deixa de existir, passando a ter uma Assessoria Jurídica que se reporta diretamente a Presidência;
- Vice-Presidência de Esportes Amadores não há ainda definição, porém a tendência que os projetos saiam do Clube e passem para a fundação FECI;
- Mudança de nomenclatura que só veremos nos próximos meses se mudará a atuação da Vice-Presidência de Comunicação Social que passa a ser Vice-Presidência de Relações Sociais.

Assim como nas gestões passadas, serão convidados diretores e assessores políticos para auxílio na gestão, tanto em atividade como em sustentação.

Sem dúvidas um modelo mais enxuto e necessário. Os próximos passos devem ser a apresentação da estrutura organizacional ao Conselho Deliberativo para que a mudança no Estatuto seja autorizada.

Boa sorte e que esta nova estutura faça o Internacional cada vez maior e que nos permita mais e mais conquistas que tanto orgulham o torcedor colorado.

domingo, 9 de janeiro de 2011

EM MARÇO: UNIFICAÇÃO DOS GRUPOS

O grupo principal se apresenta em 20 de janeiro, após merecidas férias de um ano vencedor como 2010. Serão pelo menos 10 dias de preparação física e treinamentos. Não jogará em janeiro.

A estréia na Libertadores da América será 16 de fevereiro no Equador, contra o Emelec, adversário que enfrentamos em 2007 e 2010 na Libertadores. Acredito que os titulares farão apenas um jogo antes, no dia 6 de fevereiro contra o Veranópolis na Serra. Talvez nenhum, só jogo-treino.

O Inter B jogará todos jogos do Gauchão em janeiro, e também as finais do primeiro turno em fevereiro. Ganhará reforços em fevereiro de Oscar, Romário, Juan que estão na seleção brasileira.

Porém é realidade que muitos jogadores do Inter B serão aproveitados no grupo principal, com Celso Roth, e ele vai querer estes jogaodres no treinamento do dia a dia.

Prevejo que em março teremos a unificação do grupo principal com o Inter B. Não tem como manter. Vários jogadores do grupo B serão aproveitados no principal, perderá o sentido estarem no treinamento com Enderson e não com Roth.

Lógico que devemos ver o desempenho dos jogadores no Gauchão, mas hoje aponto os seguintes jogadores com potenciais para aproveitamento em março no grupo principal com essa unificação.

Goleiros: Muriel, Agenor
Laterais: Daniel, Massari, Leonardo
Zagueiros: Ronaldo Alves, Ronaldo Conceição, Dalton, Romário
Volantes: Elton, Juliano, Augusto
Meias: João Paulo, Oscar
Atacantes: Marquinhos, Ricardo Goulart, Guto

A partir de março o Internacional, em jogos do Gauchão que se aproximasse das datas dos jogos da Libertadores da América, utilizaria um time reserva, que acabaria sendo a base do Inter B, porém dando ritmo para reservas do principal.

Acredito muito na base atual do Internacional. Tem muito jogador de ótimo nível que precisa de espaço.

INTER B: UM GRUPO DE GRANDES PROMESSAS

Em meio a disputa do Mundial de Clubes pelo grupo principal, no dia 15 de dezembro de 2010, o Inter B se reapresentou para a preparação do grupo para o Campeonato Gaúcho.

Sob o comando de Enderson Moreira, o grupo Campeão Brasileiro Sub-23 e também Campeão da Copa Ênio Costamilan tem diversos valores para aproveitamento no grupo principal.

Em janeiro teremos cinco jogos pelo Campeonato Gaúcho, todos serão disputados pelo Inter B. Depois, em fevereiro, começa o revezamento com o grupo principal.

16/01 DOM (17:00) - Cruzeiro-POA X Internacional - (São José ou Ulbra)
19/01 QUA (19:30) - Internacional X Porto Alegre - (Beira-Rio)
22/01 SAB (17:00) - Internacional X Santa Cruz - (Beira-Rio)
26/01 QUA (22:00) - Inter-SM X Internacional - (Presidente Vargas)
30/01 DOM (19:15) - Grêmio X Internacional - (Atílio Paiva, Rivera)

A estréia no Campeonato Gaúcho será no próximo final de semana contra o Cruzeiro de Porto Alegre. O time deve ser:



Sem falar que, além destes, temos Oscar, Romário e Juan na Seleção Brasileira Sub-20.

Lembro a todos, são 25 inscritos para a Libertadores. Considero que muitos destes jogadores que estão no Inter B estarão nesta lista.

Minhas principais apostas são:
- Agenor: acredito que tomará a posição de titular de Muriel;
- Romário: ao retornar da Seleção Brasileira assumirá a condição de titular;
- Elton: volante com condições de ser titular do grupo principal agora;
- Augusto: segundo volante de grande velocidade. Sabe marcar e chegar na frente;
- Juliano: segundo volante que trabalha muito bem a bola;
- João Paulo: meia armador, dá equilíbrio no meio-campo;
- Oscar: mais maduro, retornará da Seleção Brasileira para ser o principal jogador do time;
- Marquinhos: sem as lesões, a promessa vai virar realidade;
- Ricardo Goulart: atacante e goleador. Homem de frente, será destaque no Gauchão.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

O FIM DE UM CICLO 2007-2010

O que é importante ao encararmos qualquer projeto na vida é saber que todo projeto é um ciclo temporário, que tem início e fim.

E meu ciclo no Inter chegou ao fim. Ao final da gestão Vitorio Piffero entreguei meu cargo de Diretor de Administração no Sport Club Internacional. Em conversa com o Vice-Presidente de Administração, Décio Hartmann, e com o Presidente, Vitorio Piffero, tomamos a decisão pela minha saída do Clube.

Entrei na vida política do Clube em 2004 pelo movimento Ação Independente Colorada, em 2006 fui eleito conselheiro, trabalhando na campanha que levou Vitorio Piffero a Presidente. Em janeiro de 2007 fui convidado a entrar na diretoria, trabalhando na Administração, junto com o Vice-Presidente Décio Hartmann.

Décio Hartmann, o Administrador de Tudo do Campeão de Tudo

Décio Hartmann é um verdadeiro amigo, alguém que pensa no Internacional acima de tudo. Pessoa de grande valor, honesta e trabalhadora. Me ensinou muito na carreira e na vida. Coloca sempre o torcedor, principalmente o sócio, em primeiro lugar. Fundamental para o sucesso atual do Clube.

Na gestão dele pudemos administrar todas as finais possíveis para um clube brasileiro:
  • Campeonato Estadual: Inter 8x1 Juventude em 4/5/2008, Inter 8x1 Caxias em 19/4/2009 e Inter 0x2 Grêmio em 25/4/2010
  • Copa do Brasil: Inter 2x2 Corinthians em 1/7/2009
  • Campeonato Brasileiro: Inter 4x1 Santo André em 6/12/2009
  • Recopa Sul-Americana: Inter 4x0 Pachuca em 7/6/2007 e Inter 0x1 LDU em 25/6/2009
  • Copa Sul-Americana: Inter 1x1 Estudiantes em 3/12/2008
  • Copa Libertadores da América: Inter 3x2 Chivas Guadalajara em 18/8/2010

Ele foi o principal administrador da carteira dos 100 mil sócios e receita mensal em torno de R$ 3 milhões. Mais do que chegar a este número, manteve sempre acima de 100 mil. Grande desafio para o futuro manter e ampliar nosso quadro social.

O Internacional é referência em gestão no Brasil, muito pela liderança e conhecimento de Décio. Ninguém sabe mais de operação de estádio e administração de multidão no Brasil do que ele.

Vitorio Piffero, o maior Presidente da nossa história

Vitorio Piffero tive contato apenas quando entrei na gestão e conheci um grande colorado e trabalhador. O maior Presidente de nossa história. Preocupado com o Clube e detalhista. Pessoa positiva e que não tem medo de fazer. Um verdadeiro líder.

Só ele poderia ter a coragem para o desafio da "Campanha 100 anos, 100 mil sócios". Só ele poderia fazer um Centenário tão sensacional como fizemos, com diversas comemorações, basta comparar a nossa festividade com a de outros clubes. Só ele poderia ter a coragem de reformar o Beira-Rio, preparar o Clube para uma segunda Copa do Mundo e lançar o projeto "Gigante para Sempre".

Fernando Carvalho, outro grande Presidente da nossa história, fez os colorados terem um grande time. Vitorio Piffero, fez os colorados terem um grande Clube.


Alguns projetos

Foram quatro anos fantásticos, uma realização de um sonho colocar o meu conhecimento profissional a favor de uma das minhas grandes paixões que é o Internacional.

Nestes quatro anos, estive envolvido diretamente nos projetos Administrativos e de Tecnologia da Informação, trabalhei muito. Destaco alguns que a Administração implantou:
  • Modalidade Sócio Contribuinte Campeão do Mundo (jan/2007);
  • Venda de ingressos por Portal de Voz, primeiro clube no Brasil a vender por telefone (jan/2007);
  • Central de Monitoramento e Segurança (mar/2007);
  • Sistema de avaliação de atletas (jun/2007);
  • Venda de ingressos por Internet, Televendas, lojas Americanas e Blockbuster, primeiro clube no Brasil a vender por estes canais, de forma integrada (fev/2008);
  • Administração da Campanha "100 anos, 100 mil sócios" (mar/2008);
  • Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos e digitalização de documentos (jun/2008);
  • Instalação do Juizado Especial Criminal no Beira-Rio (abr/2008);
  • Sistema de automação do estacionamento (ago/2008);
  • Atendimento online (out/2008);
  • Sistema Sócio Presente e Lista de Espera (nov/2008);
  • Processo Eleitoral, com voto presencial e voto com urnas no interior. Responsável por toda a logística da eleição (nov e dez/2008);
  • Projeto "Te Sigo", atendendo o sócio em jogos fora do estado (2009);
  • Administração de todos eventos do Centenário (2009);
  • Intranet do Conselho Deliberativo e do Clube (out/2009);
  • Sistema de controle patrimonial (jan/2010);
  • Show Paul McCartney, suporte para venda de ingressos e segurança (out e nov/2010);
  • Processo Eleitoral, com voto presencial e voto por correspondência. Responsável por toda a logística da eleição (jun a dez/2010);
Central de Monitoramento e Segurança. Projeto com mais de 100 câmeras.

Comissão de Jogo e Certificação ISO 9001

Desde o início de 2007, recebi do Décio a missão de coordenar a Comissão de Jogo do Internacional. Todas as definições envolvendo venda de ingressos, atendimento ao sócio, atendimento ao torcedor, acesso ao estádio, estacionamento, limpeza, tecnologia e patrimônio eram debatidas pela Comissão de Jogo.

Em 2008 fui convidado por Vitorio Piffero, Pedro Affatato e Décio Hartmann a ser o Representante da Direção (R.D.) no desafio de implantar um Sistema da Qualidade e ser o primeiro clube no Brasil certificado ISO 9001.

Alexandre Limeira, Décio Hartmann, Mario Sérgio Martins, Pedro Affatato e Vitorio Piffero no dia do recebimento da Certificação ISO 9001.

Como já haviamos estruturados os processos de operação do estádio através da Comissão de Jogo, este foi o escopo que definimos para certificar. Implantamos o sistema da qualidade em abril de 2008, descrevemos os processos, passamos por auditorias, até que em novembro de 2008 tivemos a auditoria externa e a recomendação para a certificação. Um reconhecimento por todo o trabalho que temos feito na administração do Clube.

Grandes jogos, grandes eventos, grandes emoções

Não foram poucos jogos, no total 145 como mandante nestes quatro anos. Mas também tivemos envolvimento em jogos fora de casa. Apenas no Beira-Rio, neste período, passaram mais de 3 milhões de torcedores em jogos do Internacional.



Além dos jogos, durante o período da gestão 2007-2010, organizamos e administramos diversos outros eventos. Em destaque os seguintes:
  • Festa de 1 ano do Mundial, 17/12/2007: organização da segurança, acesso, bilheteria.
  • Eliminatórias da Copa do Mundo - Brasil x Peru, 1/4/2009: auxílio à FGF e controle da área externa e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.
  • Marcha do Centenário, 4/4/2009: negociação com órgãos públicos (Brigada Militar e EPTC), controle de acesso, segurança e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.
  • Show do Centenário, 17/12/2009: habilitação das carteiras para acesso, controle de acesso, segurança e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.
  • Show Paul McCartney, 7/11/2010: controle de acesso, segurança externa, estrutura para a venda de ingressos e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.
  • Filme Absoluto e despedida para o Mundial, 7/12/2010: venda de ingressos, controle de acesso, segurança e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.
  • Inter x Mazembe, transmissão no Gigantinho, 14/12/2010: troca de ingressos, controle de acesso, segurança e estacionamento. Acompanhamento na montagem e desmontagem.

Sempre a disposição

Tem uma frase que o Vitorio já falou em entrevistas e que eu acredito e sigo: "Sou um Soldado a serviço do Clube". Ou seja, estou sempre a disposição para ajudar a nossa maior paixão, o Sport Club Internacional. Pouco interessa se é de forma profissional, forma voluntária, forma política. Um Colorado tem que estar sempre a disposição para trabalhar pelo Clube.

Ciclo encerrado, novo ciclo se abre. Em breve divulgo aos amigos meus destinos profissionais, faltam detalhes para iniciar mais um novo desafio em minha vida.

Boa sorte a nova diretoria, principalmente ao novo Presidente Giovanni Luigi e ao Vice-Presidente de Futebol Roberto Siegmann. Que façam o Internacional continuar conquistando títulos e mais títulos.